Autor: em 04/10/2018
Tags:
Categorias: Brasil

Os brasileiros de bem falaram novamente.

A enquete oficialmente publicada pelo Senado Federal no Twitter trouxe mais um resultado do que já sabíamos.

Apesar do governo comunista do PT, em 2006, na época do condenado Lula ter feito um referendo onde 62% dos brasileiros rejeitaram o Estatuto do Desarmamento, que foi imposto ditatorialmente mesmo contra a vontade popular, o Senado Federal lançou mais uma enquete sobre o tema.

O tema armamento/desarmamento vem se tornando frequentes em páginas da Câmara, Senado e Congresso. O candidato Jair Bolsonaro é o único que promete acabar com essa medida ditatorial.

O POLITZ gosta de lembrar que todas as ditaduras do mundo, principalmente as de esquerda, desarmaram completamente os cidadãos do respectivo país. Todos, sem exceção. Ora, um povo que não tem como se defender é extremamente fácil de ser dominado. É como deixar um galinheiro aberto para uma matilha de lobos.

O POLITZ defende a ideia que a Segunda Emenda da Constituição dos Estados Unidos deveria ser mundial e um direito de todos os povos. Preferimos morrer atirando do que ser abatidos como cordeiros dentro de um abatedouro.

De qualquer forma, a enquete do Senado, já conta com quase 15 mil votos, sendo que 82% dos participantes responderam que SÃO CONTRA a medida totalitária de desarmar o cidadão.

Qualquer plataforma política de candidatos que abordar o tema neste sentido ganhará muitos votos, caso contrário, podem considerar como esquerdista e carimbar na testa dele.

Ainda resta 6 dias para quem ainda não votou.

Confiram aqui:

 

Qual é a sua opinião?