Que comece a choradeira.

O Senado na Argentina o projeto que legalizaria o aborto no país foi rejeitado por 38 votos contra 31 a favor. Foram duas abstenções.

A sessão foi longa e durou pelo menos 16 horas.

O projeto pretenderia liberar o aborto durante as primeiras 14 semanas de gestação e que o aborto poderia ser realizado em qualquer clínica ou hospital, ainda obrigando o próprio Estado a pagar os custos do procedimento, os medicamentos e os tratamentos necessários.

A choradeira é livre.

Qual é a sua opinião?