Autor: em 12/02/2017
Tags:
Categorias: BREAKING

Confiança da Informação: Alta (informação diretamente da fonte).
Clique no link “Ir Para Fonte Original…” para ser direcionado para a matéria.

GARANTIA POLITZ: INFORMAÇÃO CAPTADA E DEVIDAMENTE VERIFICADA PELO ALGORITMO EXCLUSIVO DO POLITZ.


Uma pesquisa iniciada pela internet através do Formulário do Google está ganhando certa notoriedade nas redes sociais.

A metodologia da pesquisa é bastante simples: um formulário do Google com algumas perguntas onde o usuário deve respondê-las. Sem segredo. Lembramos que o Google usa tecnologia própria para impedir que bots, spammers e outros respondam automaticamente a pesquisa gerando resultados falsos.

Não está sendo incomum que os próprios usuários da internet criem e desenvolvam os seus próprios métodos de pesquisa das intenções de votos para eleições, já que cada dia mais que passa, os tradicionais institutos tem sua credibilidade questionada em conjunto com os parceiros da grande mídia mainstream.

Essas informações não devem ser desconsideradas e subestimadas, já que podem representar muito bem a intenção de votos de um grupo da amostragem. Tais pesquisas entregam uma nova realidade que os veículos tradicionais de comunicação não estão conseguindo lidar direito. É óbvio que não podemos considerar como uma pesquisa com 100% de confiança, mas traz uma bela noção da realidade.

Você já se perguntou se realmente confia nas pesquisas tradicionais de intenções de voto? Pois é. Por que não também considerar esta como uma forma válida de avaliar a opinião geral?

Há um pequeno porém na pesquisa: aparentemente o criador dela não definiu a possibilidade de impedir quem já tenha votado de votar novamente. Qualquer um poderia votar diversas vezes em seu candidato e ainda, considerando o fato de que a esquerda ganhou notoriedade por usar desses robôs para aumentar sua influência na internet, é possível que o resultado sofra sérias alterações, comprometendo a sua veracidade. O mesmo vale para candidatos como Bolsonaro ou qualquer outro.

Até o momento do fechamento da edição deste post podemos levantar as seguintes informações:


Vamos aos resultados parciais:

Quantidade de participantes: 114.827.

Em quem você votaria hoje?

Jair Bolsonaro aparece disparado em primeiro lugar com 66,2% (75.995 mil votos) das intenções de voto;

Em segundo lugar, Geraldo Alckmin ou João Dória aparecem com 7% das intenções (8.034 mil votos);

Em terceiro, o comunista e condenado Luiz Inácio Lula da Silva aparece com 6,6% (7.563 mil votos);

Joaquim Barbosa aparece com 3,7% (4.239 mil votos);

Ciro Gomes está com 2,6% (3.025 mil votos);

O apresentador de TV Luciano Huck com meros 1,3% (1.440 mil votos);

Marina Silva com míseros 0,9% (1.058 mil votos), só não passando mais vergonha que Manuela d’Ávila com 0,2% das intenções (278 votos).

No cenário de segundo turno de Lula vs. Jair Bolsonaro:

Bolsonaro novamente aparece com estrondosos 87,8% das intenções de voto contra apenas 12,2% do criminoso condenado Lula da Silva.

No cenário de segundo turna de Lula vs. Geraldo Alckmin ou João Doria:

A dupla tucana aparece com 85,6% das intenções contra meros 14,4% de Lula.

No cenário de segundo turno de Alckmin e Doria Contra Bolsonaro:

Bolsonaro, mais uma vez com 75,1% das intenções de voto contra 24,9% da dupla de tucanos.

No cenário de segundo turno de Marina Silva vs. Lula:

Lula aparece com vergonhosos 14,7% e Marina Silva, com orgulhosos 85,3%.

No cenário de segundo turno com Marina vs. Bolsonaro:

Bolsonaro aparece massacrando a comunista Marina Silva com 84,6% dos votos enquanto a concorrente possuí 15,4%.

Outros candidatos irrelevantes também aparecem na pesquisa, mas vocês precisam acessar ela para verificar o resultado, nem perderemos o nosso tempo. Há diversos outros dados dos participantes também disponíveis, como idade, região, escolaridade, etc.


Podemos destacar que em qualquer cenário que Jair Bolsonaro aparece ele massacra a concorrência por mais de 80%. Apenas no primeiro turno, o militar conseguiria 66% dos votos, ganhando a eleição em primeiro turno.

Analisando o resultado da esquerda fabiana (Dória e Alckmin), eles não conseguem passar dos 15% de intenções de votos em segundo turno.

Já a esquerda tradicional, os resultados pífios variam de <15% até menos de 1% das intenções.

Para vocês responderem e participar da pesquisa, clique aqui.

Para vocês conferirem os resultados da pesquisa em tempo real, basta clicar neste link.

Obviamente, oferecemos um print-screen da pesquisa no momento em que acessamos ela:


A tendência da vitória de Bolsonaro e sua quantidade gigantesca de intenções de votos continua em diversas outras pesquisas.

Nesta por exemplo, feita no Twitter, por um perfil notoriamente de esquerda, Bolsonaro aparece com pelo menos 57% das intenções. Já são mais de 26 mil participantes e o tempo de duração dela é de mais um dia (do fechamento deste post). Marina aparece com 3% enquanto Alckmin tem 6%. Já o candidato Lula (ou outro indicado por ele), aparece com 34%.

Destacamos que o fato de Lula (ou seu indicado) aparecer com 34% confirma outros resultados bastante semelhantes com outras enquetes feitas no mesmo formato. Lula não passa muito dos 30 e poucos porcento em nenhuma pesquisa alternativa de primeiro turno.

O Twitter, por ser permissivo em relação ao uso de bots e spammers que criam falsos perfis para modificar um determinado engajamento, costumam oferecer pesquisas de baixa qualidade, dependendo do alcance e a veracidade dos usuários que seguem o perfil criador da pesquisa.

Aqui trazemos o tradicional print-screen caso o perfil apague a pesquisa: