Autor: em 11/07/2017
Tags:
Categorias: Internacional

ATUALIZAÇÕES DO CASO #NISMAN: Promotor que investigava Kirchner foi brutalmente espancado, drogado e morto por dois homens

Nível de Confiança da Informação: Altíssima.
Clique no link “Ir Para Fonte Original…” para ser direcionado para a matéria.

GARANTIA POLITZ: INFORMAÇÃO CAPTADA E DEVIDAMENTE VERIFICADA PELO ALGORITMO EXCLUSIVO DO POLITZ.


ATUALIZAÇÃO – 07/11/17 – 00h48m

Uma nova reportagem afirma que o Promotor Alberto Nisman antes de ser assassinado foi brutalmente espancado, drogado e morto por dois homens. O relatório policial concluiu também que houve um acobertamento do caso.


Segundo informações do The Guardian, o relatório policial afirma que o promotor Alberto Nisman foi assassinado.

O promotor foi morto quatro dias depois de ter acusado formalmente a ex-presidente Cristina Kirchner de ter acobertado o seu papel no caso dos oficiais iranianos em conexão com o maior ataque terrorista. O promotor investigava o caso de uma bomba que explodiu em um Centro Comunitário de Judeus, que matou 85 pessoas.

O relatório foi obtido pelo jornal The Guardian e está de acordo com as novas evidências, contradizendo as informações oficiais de que Alberto Nisman tinha se suicidado.

Pelo visto, suicidaram ele. Onde tem dedo da esquerda, tem coisa podre no meio.