Em acordo de delação premiada, a CCR afirmou que doou R$ 3 milhões de reais por meio de Caixa 2 para a presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR) em 2010.

O PT aparenta sofrer de alguma doença crônica.

Esse relato foi feito pelo ex-presidente da CCR, Renato do Valle, em depoimento aos promotores do Ministério Público.

Segundo a apuração da FPI, os nomes dos políticos citados na delação estão em sigilo, porém, estão inclusos figuras como Geraldo Alckmin (PSDB), o senador José Serra (PSDB-SP) e o ministro da Ciência e Tecnologia Gilberto Kassab (PSD).

 

 


Fonte Primária da Informação:

Folha de São Paulo


Não esqueça de visitar o #FórumPOLITZ, a comunidade que mais cresce no Brasil!