Kevin Spacey compartilha vídeo com discurso bastante sinistro após ser acusado novamente de abuso sexual

Kevin Spacey posta um sinistro vídeo com um discurso mais sinistro ainda, intitulado: “Let Me Be Frank” (Deixem-me ser o Frank), em uma possível alusão ao seu personagem que foi “morto” pela Netflix.

 

Kevin vem enfrentando uma série de acusações pelas supostas práticas de crimes sexuais. Na última semana, ele foi novamente acusado.

No vídeo, Kevin Spacey aparentemente entra no personagem de Frank e faz um sinistro discurso, no melhor estilo do seu personagem da famosa série.

Fizemos a transcrição no final, há uma certa simbologia no vídeo, inclusive com ele colocando um anel em seu dedo e uma música sinistra finalizando o vídeo.

O POLITZ aproveita para fazer uma livre transcrição do seu vídeo, que já conta com mais de 3 milhões de visualizações.

Há quem afirme que seu discurso é para um grupo muito específico de pessoas (certas elites?) ou simplesmente, uma mensagem de que não podemos julgar e condenar alguém sem as devidas provas e ao devido processo legal.

Qual será a “verdade completa” que ele citou e iremos descobrir?

As conclusões e interpretações deixamos para vocês.

Se notarem qualquer erro na tradução, por favor nos informe nos Comentários para corrigirmos. Fiquem a vontade:


“Eu sei o que você quer. Ah, claro, eles podem ter tentado nos separar, mas o que temos é muito forte, é muito poderoso. Afinal, nós compartilhamos tudo, você e eu. Eu lhes contei meus segredos mais profundos e obscuros. Eu mostrei exatamente o que as pessoas são capazes.

Eu te chocava com a minha honestidade, mas principalmente eu te desafiei e fiz você pensar.

E você confiou em mim, mesmo sabendo que não deveria. Então nós não terminamos, não importa o que alguém diz.

E além disso, eu sei o que você quer: você me quer de volta. Claro, alguns acreditavam em tudo e apenas esperavam ansiosamente para me ouvir confessar tudo. Eles estão morrendo de vontade de me declarar que tudo dito é verdade e eu tenho o que eu merecia.

Não seria fácil se tudo fosse tão simples? Só você e eu sabemos que nunca é tão simples, não na política e não na vida.

Mas você não acreditaria no pior sem provas, sim? Você não teria pressa para julgar sem fatos, você faria? Você fez? Não você não. Você é mais esperto que isso.

De qualquer forma, tudo isso pressuposto feito para um final tão insatisfatório, e pensar que poderia ter sido um envio tão memorável. Quero dizer, se você e eu não aprendemos mais nada nos últimos anos, é que na vida e na arte nada deve estar fora da mesa. Nós não estávamos com medo, não do que dissemos e não do que fizemos, e ainda não temos medo. Porque posso prometer-lhe isto: se não paguei o preço das coisas que ambos sabemos que fiz, certamente não pagarei o preço pelas coisas que não fiz.

É claro que eles vão dizer que estou sendo desrespeitoso, não cumprindo as regras. Como se eu já joguei pelas regras de alguém antes. Eu nunca fiz e você adorou.

De qualquer forma, apesar de todo o papo furado, a animosidade, as manchetes, o impeachment sem julgamento, apesar de tudo, apesar da minha própria morte, sinto-me surpreendentemente bem. E a minha confiança cresce a cada dia que em breve você vai saber a verdade completa.

Espere um minuto. Agora que penso nisso, você nunca realmente me viu morrer, não é? Conclusões podem ser tão enganadoras. Sente minha falta?”


Você gosta do nosso trabalho? Que tal contribuir conosco? Somos uma mídia independente que não recebe dinheiro de políticos.

Considere nos apoiar com qualquer valor clicando aqui.


Fonte Primária da Informação:

Fonte Direta


Não esqueça de visitar o #FórumPOLITZ, a comunidade que mais cresce no Brasil!

Tags:

1 Comment

  1. Bom dia e feliz Natal.

    Conforme solicitado, aponto um pequeno engano na tradução do vídeo.

    ” (…)e pensar que poderia ter sido um enviotão memorável.”

    Ele disse send off que, apesar te ter o significado de enviar, nesse contexto significa despedida.

    Continuem com o excelente trabalho.

    Forte abraço a todos!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*