Com as informações do Ministro, o Brasil se juntará a lista de pelo menos 20 países que também não aderiram ao pacto globalista de imigração da ONU.

O futuro Ministro das Relações Exteriores do Brasil, indicado pelo Presidente Jair Bolsonaro fez declarações em seu Twitter, confirmando que o país se dissociará do Pacto Global de Migração.

Governo Bolsonaro se desassociará do Pacto Global de Migração que está sendo lançado em Marraqueche, um instrumento inadequado para lidar com o problema. A imigração não deve ser tratada como questão global, mas sim de acordo com a realidade e a soberania de cada país.

O Ministro é um ferrenho combatente das ideologias globalistas/marxistas e temos o prazer em cumprimentá-lo por essa atitude.

Chega de entregar a nossa soberania para um órgão supranacional que interfere constantemente nos assuntos internos de cada nação.

Vejam as informações do próprio Ministro:

Ele resumiu também as informações em uma imagem, para facilitar a leitura:

Assim, o Brasil se juntará a lista de 20 países que não aderiram ao pacto globalista de imigração proposto (imposto?) pela ONU, entre eles:

  • Húngria
  • Áustria
  • Polônia
  • República Checa
  • Croácia
  • Bulgária
  • Eslovênia
  • Eslováquia
  • Austrália
  • Estados Unidos da América
  • República Dominicana
  • Bélgica
  • Itália
  • Coreia do Sul
  • Dinamarca
  • Japão
  • Estônia
  • Rússia
  • China
  • Chile

Agora sabemos exatamente quais os países que não sofrerão com o “enriquecimento cultural” promovido pela União Europeia.

Graças a Deus.

É para isso que o Brasil escolheu Jair Bolsonaro.


Fonte Primária da Informação:

Própria


Não esqueça de visitar o #FórumPOLITZ, a comunidade que mais cresce no Brasil!