Austrália e Nova Zelândia baniram o uso de produtos e componentes da Huawei, acusada de espionagem

Hoje é o dia de falar sobre a segurança das empresas chinesas.

Em novembro de 2018, a Austrália e a Nova Zelândia baniram o uso de produtos da chinesa Huawei, após acusações de espionagem.

Vejam um trecho da reportagem da FPI:


A Spark New Zealand queria usar o equipamento Huawei em sua rede móvel 5G.  No entanto, uma agência de segurança do governo da Nova Zelândia disse que o acordo traria riscos significativos para a segurança nacional.

A medida é parte de um impulso crescente contra o envolvimento de empresas de tecnologia chinesas por motivos de segurança.

A Huawei, maior produtora mundial de equipamentos de telecomunicações, enfrentou resistência de governos estrangeiros em relação ao risco de que sua tecnologia pudesse ser usada para espionagem.

As redes 5G estão sendo construídas em vários países e formarão a próxima onda significativa de infraestrutura móvel. A firma de telecomunicações Spark New Zealand planeja usar equipamentos da empresa chinesa em sua rede 5G.

O chefe do Gabinete de Segurança das Comunicações do Governo da Nova Zelândia (Government Communications Security Bureau – GCSB) disse à Spark que a proposta “aumentaria, se implementada, riscos significativos de segurança nacional“, disse a empresa segundo o site da BBC News

O ministro de serviços de inteligência, Andrew Little, disse que a Spark poderia trabalhar com a agência para reduzir esse risco.

Como o GCSB observou, este é um processo contínuo. Vamos abordar ativamente quaisquer preocupações e trabalhar juntos para encontrar um caminho a seguir“, disse a Huawei.


Você gosta do nosso trabalho? Que tal contribuir conosco? Somos uma mídia independente que não recebe dinheiro de políticos.

Considere nos apoiar com qualquer valor clicando aqui.


Fonte Primária da Informação:

Minuto da Segurança


Não esqueça de visitar o #FórumPOLITZ, a comunidade que mais cresce no Brasil!