Legisladores americanos apresentam lei para proibir a venda de componentes americanos para as chinesas Hauwei e da ZTE, acusadas de espionagem

Um grupo bipartidário de legisladores americanos apresentaram nessa quarta-feira (16) uma proposta de lei que pode banir a venda qualquer eletrônico dos Estados Unidos para as gigantes chinesas Huawei Technologies Co Ltd [HWT.UL], ZTE Corp e outras empresas de tecnologia.

As empresas estão sendo acusadas de espionagem em escala global.

As propostas foram apresentadas logo após o Jornal de Wall Street ter reportado que promotores federais estão investigando alegações de espionagem da gigante Huawi, onde estão roubando segredos comerciais da T-Mobile e outras empresas americanas.

Em novembro do ano passado, o Departamento de Justiça Americano indiciou a chinesa Fujian Jinhua Integrated Circuit Co Ltd por roubar segredos comerciais da companhia americana Micron Technology.

As sanções contra as chinesas obrigaram a ZTE no ano passado a pagar uma multa de U$ 1 bilhão por ter violado o embargo comercial contra o Irã. Como parte do acordo, os Estados Unidos removeram a suspensão da ZTE, permitindo que ela comprasse componentes eletrônicos americanos.

O fundador da Huawei, Ren Zhengfei, negou essa semana que sua empresa está sendo usada pelo governo da China para espionar.

Os Estados Unidos continuam a pressionar os seus aliados para pedir que não comprem produtos da Huawei, sob o risco de serem espionados.

A Polônia por exemplo, prendeu um trabalhador da Huawei na semana passada, também acusado de espionagem. Agências de Inteligências americanas afirmam que a Huawei usa backdoors em seus produtos, que permitem que o governo comunista da China espione os usuários.


Você gosta do nosso trabalho? Que tal contribuir conosco? Somos uma mídia independente que não recebe dinheiro de políticos.

Considere nos apoiar com qualquer valor clicando aqui.


Fonte Primária da Informação:

Reuters


Não esqueça de visitar o #FórumPOLITZ, a comunidade que mais cresce no Brasil!