Postado em: 17/02/2019 por na Categoria Internacional

Atos de antissemitismo na França aumentaram 74% em 2018, segundo Ministro

Como se isso não fosse uma consequência esperada de uma certa migração em massa forçada.

O Ministro do Interior da França, Christophe Castener afirmou que os atos de antissemitismo saíram de 311 casos em 2017 para 541 em 2018.

Essa informação foi divulgada nessa segunda-feira (11), em um discurso no subúrbio parisiense de Sainte-Genevieve-du-Bois, onde vândalos derrubaram arvores plantadas em honra de um homem judeu torturado e morto em 2006.

Esse incidente foi o último ato de racismo e vandalismo em Paris. Castaner afirmou que o seu governo lutará contra o antissemitismo, afirmando que se tratam de “ataques contra a esperança”.

Obviamente ele não ligou os ataques a nenhum grupo específico.

Mas quem lê o POLITZ (ou tem o mínimo de conhecimento sobre história e geopolítica) sabe muito bem que grupo é esse.

Só nos primeiros dez meses de 2018, mais de 2.300 judeus franceses se mudaram para Israel.

O negócio tá feio na Europa.


Você gosta do nosso trabalho? Que tal contribuir conosco? Somos uma mídia independente que não recebe dinheiro de políticos.

Considere nos apoiar com qualquer valor clicando aqui.


Não esqueça de visitar o #FórumPOLITZ, a comunidade que mais cresce no Brasil!