A proposta de Orçamento rejeitada pelo Congresso levou o presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez, a convocar novas eleições.

Caiu o governo socialista da Espanha e segundo informações, o novo pleito poderá favorecer a direita. Recentemente noticiamos que um partido de direita na Espanha está ganhando 50 vezes mais apoio da população do que anteriormente:

Partido de direita na Espanha bate recordes e ganha 50x mais apoio da população

Já é o quarto pleito eleitoral em 8 anos e está marcado para o dia 28 de abril.

Pedro declarou o seguinte:

Anuncio a todos que propus a dissolução das Câmaras e a convocação de eleições gerais para 28 de abril. Estou convencido de que é possível recuperar a política útil — destacou Sánchez, que apelou pela mobilização de eleitores por uma resposta à crise — A Espanha é de seus cidadãos. Eles e elas devem decidir se dão um passo atrás

O experimento espanhol que colocou no poder um governo socialista minoritário não durou nada. Um mísero apoio de uma base esquerdista não foi o suficiente para manter o governo de pé.

A reportagem informa que “pela primeira vez em 36 anos uma força de ultradireita obteve representação parlamentar na Espanha, em tradicionais redutos socialistas”.

A legenda de direita Vox conquistou 12 cadeiras, somando 12% das intenções de voto. O socialista PSOE aparece com 24%, o PP, de centro direita, com 21% e os Cidadãos, 19%.


Você gosta do nosso trabalho? Que tal contribuir conosco? Somos uma mídia independente que não recebe dinheiro de políticos.

Considere nos apoiar com qualquer valor clicando aqui.


Não esqueça de visitar o #FórumPOLITZ, a comunidade que mais cresce no Brasil!