Postado em: 02/11/2019 por na Categoria Nacional

Paulo Guedes declara: “pessoas de esquerda têm miolo mole”

Paulo Guedes deu uma belíssima entrevista para o jornal britânico Financial Times sobre a sua visão econômica e as reformas que deseja para o Brasil.

Para Guedes, o ministro mito da economia de Jair Bolsonaro, o Brasil precisa de uma perestroika, lembrando o processo de abertura da União Soviética implementado por Mikhail Gorbachev na década de 80, pondo um fim ao comunismo.

Guedes afirmou também que “pessoas de esquerda têm miolo mole e bom coração” enquanto “as pessoas de direita têm a cabeça mais dura e um coração não tão bom”.

Ele fez algumas declarações também importantes:

“O Brasil é a oitava maior economia do mundo, mas ocupa o 130º lugar em grau de abertura, próximo ao Sudão. Ele também está classificado em 128º em termos de facilidade de fazer negócios”

“A Rússia e o Brasil tiveram a glasnost antes da perestroika. É preciso ter os dois (abertura política e econômica). A partir daí consegue-se crescimento e uma classe média que traz estabilidade”

Guedes também falou de sua passagem pelo Chile, onde, na ditadura de Pinochet, ajudou a implantar uma economia de mercado. Segundo ele, o país, na época, era “mais pobre do que Cuba e Venezuela hoje”, mas os “Chicago boys” – referência à chamada Escola de Chicago, de onde ele saiu – resolveram isso. “O Chile hoje é como a Suíça”, afirmou, considerando “bobagem” as críticas de que, após as reformas, o desemprego saltou a 21% em 1983.


Você gosta do nosso trabalho? Que tal contribuir conosco? Somos uma mídia independente que não recebe dinheiro de políticos.

Considere nos apoiar com qualquer valor clicando aqui.


Não esqueça de visitar o #FórumPOLITZ, a comunidade que mais cresce no Brasil!