Justiça derruba páginas na internet do movimento Revoltados On Line

O famoso logo do movimento social, Revoltados On Line.

Publicado em 13/04/19.

A reportagem da FPI informa que a Justiça determinou a suspensão das páginas da internet do movimento social Revoltados On Line no último dia 10.

Segundo a decisão, todos os endereços e perfis de Marcello Reis, o fundador do movimento, devem sair do ar.

O Juiz Olivier Haxkar Jean, do Foro Central Criminal de Barra Funda, tomou a decisão baseada em um inquérito policial instaurado pelo advogado Nelson WIllians Fratoni Rodrigues.

O movimento Revoltados On Line ganhou bastante fama durante as manifestações de 2013, chegando a ter 2 milhões de seguidores no Facebook.

O fundador do movimento considerou que a ordem é “uma forma de censura velada pela Justiça”.


Você gosta do nosso trabalho? Que tal contribuir conosco? Somos uma mídia independente que não recebe dinheiro de políticos.

Considere nos apoiar com qualquer valor clicando aqui.


Não esqueça de visitar o #FórumPOLITZ, a comunidade que mais cresce no Brasil!