Publicado em 16/04/19.

Arquivamento do Bizarro Inquérito do STF

Em uma (quase) primeira-mão do POLITZ, noticiamos que a Procuradoria Geral da República determinou o arquivamento do inquérito contra as #fakenews, aberto de ofício pelo Presidente da Corte, Dias Toffoli.

Vejam o nosso tweet:

Raquel Dodge determinou no documento o seguinte:

“A Procuradora-Geral da República promove o arquivamento deste inquérito”

Notem que ela também afirma que “nenhum elemento de convicção ou prova de natureza cautelar produzida será considerada pelo titular da ação penal ao formar sua opnio delicti“.

Ela também afirma:

“Todas as decisões proferidas estão automaticamente prejudicadas”

No primeiro parágrafo nota-se uma crítica ao inquérito aberto pelo Supremo, onde ela “pontuou as graves consequências advindas da situação ali retratada”.

O documento de 7 páginas pode ser lido na íntegra no PDF disponibilizado publicamente pelo Ministério Público Federal, basta clicar aqui.

Delegados da Polícia Federais falam em Anomalia no Inquérito

Segundo a reportagem da FPI, Delegados ouvidos pelo jornal apontaram uma “anomalia” no inquérito que aponta supostas #fakenews contra os Ministros do Supremo Tribunal Federal.

Para os Delegados, não houve livre distribuição do caso (em contrário ao princípio do devido processo legal e o princípio do juiz natural). Alexandre de Moraes teria sido escolhido.

Ponto para o Brasil.


Outra(s) Fonte(s) da(s) Informação(ões):

Estadão


Você gosta do nosso trabalho? Que tal contribuir conosco? Somos uma mídia independente que não recebe dinheiro de políticos.

Considere nos apoiar com qualquer valor clicando aqui.


Não esqueça de visitar o #FórumPOLITZ, a comunidade que mais cresce no Brasil!