O Vaticano divulgou um pressrelease nessa terça-feira comentando sobre o caso noticiado por diversas mídias, onde mais de 300 padres foram acusados perante a um Júri Popular de terem cometido mais de crimes de abusos sexuais.

O POLITZ noticiou ontem que antes desse comunicado o Vaticano se recusou a comentar qualquer coisa. Apesar da revolta de vários leitores nossos pedindo uma suposta “retratação” por nossa parte, o Editor não achou necessário, já que oficialmente, o fato realmente aconteceu:

Vaticano se recusa a comentar o caso onde mais de 300 padres supostamente cometeram mais de MIL crimes sexuais na Pensilvânia

O próprio Diretor da Imprensa do Vaticano tinha declaro que não iria comentar sobre o caso.

Porém, em notícia publicada ontem pelas mídias mainstream o Vaticano se retratou e afirmou que sentiu vergonha e tristeza diante do caso apresentado ao Júri Popular da Pensilvânia.

E também, oficialmente, que “O Papa está do lado de todas as vítimas”. A mensagem foi feita pelo próprio Greg Burke, o assessor de comunicação do próprio Papa.

– “Aqueles que sofreram são a prioridade do Papa e a Igreja quer escutar todos eles para tentar purgar tudo que essa tragédia horrorosa que destruiu as vidas de inocentes”.

– “A Santa Sé condena inequivocadamente o abuso sexual contra menores”.

Qual é a sua opinião?