A mídia independente cresce exatamente por conta do desserviço que a mídia comum mainstream presta para o seu público: um total descaso com todas as informações, servindo mais como um agente de desinformação.

O POLITZ coletou algumas cenas de episódios lamentáveis feitos por essa mídia em estado terminal. Arquivamos a maioria dos posts, para vocês conferirem com os próprios olhos caso esses sejam apagados pelos autores.

O G1 ontem por exemplo fez o seguinte tweet (arquivo):

Segundo o G1 (e diversas outras mídias), o candidato foi “esfaqueado”. Nenhuma dessas mídias tratou o caso como um “atentado contra a vida”, como de fato foi. Ainda erraram feio na informação falando que “o corte foi superficial e ele passa bem”. Noticiamos isso com base nessa informação do G1.

Felizmente o POLITZ posta todas as fontes primárias da informação, para que o próprio leitor cheque posteriormente.

Ainda tivemos a Globo News em seu telejornal afirmando que o fígado do candidato tinha sido atingido.

Ainda, o Blog do Noblat deu um show de frieza, desrespeito e descaso com um grave atentado não só contra a vida de Jair Bolsonaro, mas como também, um atentado contra a democracia desse país:

Arquivo do post.

Arquivo do post.

A frieza do jornalista chega a impressionar e dar nojo. Deve ser por isso que muitos internautas aderiram a campanha #BlockNoNoblat, onde vários perfis bloquearam o jornalista.

Já o jornalista Josias de Souza, afirmou que “Bolsonaro e companhia transformaram o hospital em um palanque” político. Ora, na visão do jornalista do UOL, gravar um vídeo demonstrando a sua fé e repassando importantes notícias do candidato que está em primeiro lugar em todas as pesquisas é coisa de “palanque político”. Fora que mais da metade da população brasileira é cristã.

O descaso desses jornaleiros comuns e mídias mainstream impressiona e causa repulsa.

Deve ser por isso que o POLITZ está crescendo.