Tem hora que sinto uma grande vergonha de ser brasileiro.

Agora é um desses momentos.

O POLITZ recebeu uma dica de uma seguidora nossa, nos avisando que duas campanhas de financiamento coletivo em favor do ‘preso em flagrante’ que atentou contra a vida de Jair Bolsonaro foram criadas.

Uma pede a arrecadação de R$ 30.000,00 para pagar as custas judiciais de seu processo e a outra, R$ 50.000,00 para pagar a suposta fiança do acusado.

No momento do fechamento da edição deste post, nenhuma das duas campanhas arrecadou qualquer valor.

A autoria da primeira campanha é de Hudson Alves, de Brasília/DF e o autor da segunda, Jaime Juli (o site bloqueou o resto dos dados).

Vocês podem conferir diretamente no arquivo da internet, clicando aqui e aqui.

Elas estão nesses links:

  • https://www.vakinha.com.br/vaquinha/adelio-bispo-de-oliveira-custear-despesas-judiciais
  • https://www.vakinha.com.br/vaquinha/pagat-a-fianca-de-adelio-bispo-de-oliveira

Qual é a sua opinião?