Impossível não pensar que os jovens americanos realmente acordaram.

Um estudo apontou que 72% dos adolescentes acreditam que as empresas da big tech manipulam os usuários para passarem mais tempo nos aparelhos.

Enquanto 68% dos jovens usavam o Facebook em 2012, esse número caiu apenas para 15% em 2018, eles preferem usar o Snapchat e o Instagram do que a rede orwelliana. A pesquisa também revelou que muitos deles reconhecem os perigos das redes sociais.

Qual é a sua opinião?