Aparentemente o líder do culto João Amoêdo causou um certo desconforto no partido após afirmar que “jamais estaria com Bolsonaro” e que “não iria se posicionar contra o PT” em um eventual segundo turno.

Noticiamos ontem duas vezes que o Amoêdo preferiu ficar em cima do muro que apoiar Bolsonaro. Tudo bem. Entendemos.

João Amoêdo (NOVO) em vídeo adota postura anti-Bolsonaro e acusa ‘turma de Bolsonaro’ de produzir fake news

João Amoêdo (NOVO) em nota oficial nega qualquer apoio ao candidato Jair Bolsonaro

Mas falar que não ficaria contra o PT em um eventual segundo turno é coisa de covarde. É basicamente declarar que “não vejo nenhum problema um partido que governou totalitariamente um país por quase duas décadas continuar no poder, a base de propinas, mensalões e petrolões”.

João Amoêdo, pare de ser covarde e saia do muro. Deixe de molecagem.

Segundo a FPI, o NOVO ainda não tomou uma decisão sobre eventual segundo turno entre Bolsonaro e Haddad. O isentão acabou causando um desconforto no partido.

Aguardando os trâmites.